IAIDO

A Tradição do Iaido

Desde tempos mitológicos que o Iai é considerado como a grande arte da espada do Japão. Esta atribuição ocorre na senda da forja das espadas que foi o centro do historial das artes marciais deste país.

A tradição do Iai tem passado de geração em geração atribuindo-se a sua maior evolução pelas mãos de Hayashizaki Jinsuke Shigenobu à 400 anos atrás. Nascido na velha provincia de Oshu, Shigenobu prestou oração no templo de Hayashizaki Myôjin na Tateoka-Chô, Perfeitura de Yamagata, e por revelação divina acordou para uma realidade diferente acerca da verdadeira natureza do Iai. No seguimento Shigenobu sistematizou o Iai numa arte marcial independente, a que chamou de Hayashizaki Ryu, ou Shigenobu Ryu. Desde a sua morte Shigenobu é visto por muitos como o fundador e génio creativo do Iai. A partir desse período floresceram no Japão muitas escolas tradicionais de Iai de estilos diferentes das quais apenas 25 se mantiveram até aos dias de hoje.

A aplicação do Iai

O Iaido é a arte de desembainhar, cortar, perfurar e defender, com a espada japonesa, numa grande diversidade de situações, contra um oponente.

Enquanto sentado, em pé ou em andamento e sendo atacado por todos os lados, o esgrimista deve antecipar-se, defender e retaliar. O Iai focaliza o ataque e a defesa em termos como a distância, o centro do golpe e o empunhar da espada. Em unidade com os mesmos deve seguir o espirito de intercepção do ataque do adversário, de forma harmoniosa, e a sua consequente derrota psicológica. Esta é a verdadeira defesa pessoal.

O verdadeiro espírito do Iai

Mais importante que a técnica é o treino espiritual. O Iai não significa necessáriamente cortar o inimigo, mas sim vencermo-nos. A vitória no Iai é um coração sem sentimentos de vingança e a cessação do conflito sem recorrer à espada. Isto explica porque o Iai dos tempos antigos era chamado saya-no-uchi, invencibilidade sem desembainhar a espada.

Noutras palavras, o Iai é um treino que visa a perfeição humana, desprovido de intento criminoso e realizado com mente pacifica. O seu moderno significado é traduzido como paz e tranquilidade para a vida humana. Num sentido mais amplo o Iai significa a via do duelo harmonioso: através de uma prática incessante à procura da harmonia com o universo.

Escolas

Existem muitas escolas de Iaido.
Entre elas as mais praticadas são: Muso Shinden Ryu, Muso Jikiden Eishin Ryu, Tamia Ryu, Hoki Ryu, etc. Uma vida inteira de estudo não permitiria o domínio total de todos estes estilos.

Por esta razão será benéfico para os alunos desta esgrima, que aprendam o essencial de cada escola através de formas sintetizadas para perceberem as técnicas base. Com esse intuito em 1968 e 1977 duas comissões especiais compostas por onze mestres, associados à Zen Nihon Kendo Renmei (All Japan Kendo Federation), realizaram a combinação das técnicas base das várias escolas em sete e posteriormente dez formas (katas).

Perfeitas para os principiantes, as 12 katas, actualmente existentes, contêm noventa por cento dos ensinamentos fundamentais do Iaido. No entanto o significado mais profundo desta arte só se torna mais claro através de um treino intensivo das katas das escolas tradicionais, em que o verdadeiro espírito desta arte é manifestado.