A Associação Portuguesa de Kendo promove diversas provas a nível nacional de modo a aumentar e melhorar a competitividade dos seus atletas preparando-os para as competições internacionais organizadas pela EKF (Federação Europeia de Kendo) e FIK (Federação Internacional de Kendo).

Campeonato Nacional

Taça de Portugal

Campeonato Nacional de Equipas

Tamashii Cup

O que é a competição?

Em Kendo, a prática competitiva faz-se através de combates entre dois kenshi 剣士 – podendo estes duelos ocorrer na modalidade de individuais  (Kojin Shiai — 個人試合) ou equipas (Dantai Shiai — 団体試合. no caso dos Campeonatos do Mundo ou da Europa, equipas de 5 membros).

Kendo_target_areas

Estes combates (em japonês, shiai 試合) geralmente são baseados num sistema de “melhor de três pontos” (chamados de ippon, 一本), conseguidos através de “cortes” bem-sucedidos nas quatro áreas válidas da armadura: a cabeça (men), o tronco (do), o antebraço (kote) e o pescoço (tsuki).

A validade do ponto é decidida por três árbitros (em japonês, shinpan審判) que actuam em conjunto na área do combate (shiai-jo). Cada um dos shinpan usa uma bandeira vermelha e uma bandeira branca (correspondente à cor da fita usada para identificação de cada um dos kenshi a combater), usando-as para comunicar as suas decisões (ippon ou falta, por exemplo) com os outros árbitros.

461139_248402568597102_781427733_o

Ippon Português no 15º Campeonato do Mundo

Quando um dos shinpan se pronuncia em relação a um ataque, levantando a bandeira, os outros árbitros são “obrigados” a responder – validando ou não o juízo feito. Atendendo que a decisão de cada um dos árbitros tem igual importância, o ponto é atribuído com decisão favorável de um mínimo de dois shinpan.

O ippon em Kendo

Para marcar um ippon, não basta apenas atingir a área válida com um ataque. Para que seja ippon, um ataque tem que ser preciso, demonstrar postura correcta e espírito (tem que demonstrar ki-ken-tai-no-ichi) e ser seguido por zanshin (残心, espírito que permanece).

Ki-ken-tai-no-ichi 気剣体一 pode ser explicado através da decomposição dos elementos que compõem esta palavra: ki 気 é espírito e refere-se também ao kiai que acompanha o golpe; ken 剣 refere-se ao correcto manuseamento do shinai; e tai 体 à postura e movimento corporal. Quando estes factores se conjugam de forma harmoniosa (ichi  一, num só) com o timing adequado estão criadas as condições para que um ataque seja válido. Quando é cumprido o ki-ken-tai-no-ichi, o ataque deve ser seguido por zanshin, ao demonstrar espírito vigilante e prontidão, física e mental. Só então, poderá ser considerado que um ataque tem condições para ser ippon.

O ippon também pode ser concedido quando um dos competidores comete duas faltas (como por exemplo, sair do recinto de combate).